Cícero Cattani
06 ago 2018

Voto feminino dá diferença de 5 pontos e pode definir eleição

(Jornal GGN) – As mulheres podem ser decisivas na eleição presidencial deste ano. De um total de 147 milhões de eleitores, elas representam 77,3 milhões – 7,5 milhões a mais do que os homens, o que dá uma diferença de 5 pontos percentuais no total do eleitoral. A título de comparação, o índice é superior à vantagem de Dilma Rousseff sobre Aécio Neves na eleição de 2014: a petista venceu o tucano no segundo turno com diferença de 3,28% dos votos válidos.

Segundo reportagem em destaque no site de Época, nesta segunda (6), 80% das mulheres estão indecisas ou declaram voto nulo ou branco quando questionadas sobre os presidenciáveis. Entre homens, esse índice é de 58%. “Mesmo quando confrontadas com a lista de disputantes, 41% das mulheres se dizem sem candidato — índice 16 pontos percentuais acima dos homens.”

O eleitorado feminino se concentra principalmente na faixa dos 25 e 59 anos e, ainda segundo a reportagem, é para esse público que os candidatos à Presidência – na grande maioria, homens – precisam falar.

“(…) levantamentos mostram que é significativamente maior entre as mulheres, por exemplo, o apoio ao maior tempo de licença para que os pais cuidem do filho, à eliminação de energias sujas, à regulação de salários iguais para funções iguais ou a políticas de redução da desigualdade social e econômica.”

Faça um Comentário