Cícero Cattani
11 nov 2015

Vereadores de Ubiratã rejeitam aumento de salários

G1:

Vereadores de Ubiratã, no oeste do Paraná, rejeitaram os projetos de lei que previam o aumento dos próprios salários, do prefeito, vice e secretários municipais. A decisão foi tomada durante a sessão realizada na noite de terça-feira (10), acompanhada por mais de 300 pessoas, a maioria contrária à proposta.

A iniciativa da Câmara Municipal previa aumento de 9,5%, com validade a partir de janeiro de 2017. Com a mudança, o salário do prefeito passaria dos atuais R$ 17,9 mil para R$ 21, 6 mil e dos secretários de R$ 6,6 mil para R$ 7,9 mil. Já o presidente da Câmara passaria a receber R$ 7,4 mil e os vereadores R$ 4,9 mil.

A sessão foi tumultuada e teve protesto dos moradores. O presidente da Câmara, Harri Wurster Tholken, tentou adiar a segunda votação, mas teve de ceder à pressão popular. Depois de mais de uma hora de tumulto, os projetos de lei seguiram para a apreciação em plenário e foram rejeitados por unanimidade, ao contrário da semana passada quando tiveram a aprovação dos oito vereadores.

Faça um Comentário