Cícero Cattani
26 nov 2015

Sem 13°, motoristas e cobradores planejam greve

Banda B:

O Sindicato dos Motoristas e Cobradores de Curitiba (Sindimoc) planejam uma greve para a próxima terça-feira, 1º de dezembro, se o 13º salário não for garantido aos trabalhadores. A declaração foi feita pelo presidente do Sindicato, Anderson Teixeira, em entrevista coletiva na tarde desta quinta (26).

Segundo ele, a categoria vai entrar com as ações jurídicas necessárias para tentar resolver o problema antes que uma paralisação seja necessária. “O ofício enviado pelas empresas do transporte coletivo diz que a primeira parcela do 13º não será paga, e que estão comprometidos o salário de dezembro, que deveria ser transferido no dia 5, de janeiro e o adiantamento quinzenal no dia 15 de janeiro”, disse Teixeira.

De acordo com ele, o documento fala, ainda, em duas mil demissões sem as verbas rescisórias. O Sindimoc declarou que Ministério Público do Trabalho (MPT-PR) já foi informado do conteúdo do ofício. “Nós não podemos deixar que os trabalhadores sejam prejudicados dessa forma. O nosso principal objetivo é comunicar a Urbs e a Comec sobre essa medida, para que a gente não precise chegar à greve. Mas o impasse é muito grande”, completou o presidente.

Se nada for feito, os trabalhadores devem paralisar as atividades no dia 1º de dezembro. “O que nos preocupa é o total descaso pelo qual estamos passando. Ou os empresários e gestores públicos resolvem as diferenças e trazem a calmaria para o sistema ou a situação não vai melhorar”, concluiu ele.

Faça um Comentário