Cícero Cattani
02 fev 2018

Sebastiani deixa bomba armada ao depor na PF

Tido como profissional correto, competente, e não ter rabo preso, foi claro e objetivo no depoimento que prestou à Polícia Federal, nesta sexta. ““O secretario da Fazenda (ele ocupou a pasta) não aprova pagamento específico, ele repassa o recurso para as pastas. Quem define o pagamento, a quem pagar, as empresas a quem pagar, são os ordenadores de despesas de cada secretaria, de cada órgão do estado. [Naquela ocasião] seria a Secretaria da Educação”, afirmou.

Ele explicou ainda que o dinheiro para os prestadores de serviço só é liberado após o aval da pasta que contratou a obra.  A ordem de pagamento é definida pela própria secretaria ou órgão do governo.

O processo de pagamento é aquele em que há a liquidação, onde a ordenadora de despesa da pasta diz que pode se pagar porque a obra foi realizada, teve a medição correta, tem que ter essa comprovação, e as devidas certidões”, explicou”.

Uma bomba na Quadro Negro.

Luiz Eduardo Sebastiani, ocupou vários cargos no governo, secretário da Fazenda do Paraná, permaneceu ao lado de Beto Richa até ser contra uma proposta que entendeu como nociva aos interesses da Copel, pediu demissão da diretoria financeira. Hoje, é presidente de importante empresa no Rio.

(Com portal da Gazeta do Povo)

Faça um Comentário