Cícero Cattani
02 jan 2018

Saúde de Temer perde para o joelho de Gabriel Jesus

Há quem comente que a torção do joelho do jogador Gabriel Jesus tenha ocupado espeço na mídia maior que o dado à doença do presidente da República. A grande mídia preferiu um silêncio respeitoso ao desconforto de Michel Temer com a sonda urinária, depois da raspagem da próstata há mais de 15 dias.

Talvez lembrando o calvário de Tancredo e a censura imposta sobre o verdadeiro estado de saúde do infelicitado presidente, mantido vivo em uma cama de gelo.  Tempo para o arranjo orquestrado por Ulysses Guimarães com a cúpula militar permitisse a permanência de Sarney no  governo, negociando os ministérios militares, SNI, a Casa Militar e outras tramoias mais.

O clima em Brasília era tenso. João Figueiredo havia deixado o Planalto sem transmitir a faixa presidencial ao vice do Maranhão.

Hoje tudo é diferente. Que se resguarde o drama pessoal do presidente, mas que não se esconda o verdadeiro estado de saúde dele.

Faça um Comentário