Cícero Cattani
31 jan 2018

Saída para Richa seria enfiar a viola no saco e ficar

Avaliação do que restaria a Beto Richa, diante da insurgência dos candidatos do grupo, seria enfiar a viola no saco e se acomodar até o final do mandato. Nada de se aventurar ao Senado.

O clima no Centro Cívico é de guerra cruenta, como já observou o blog.

Com o fim da novela do destino de Osmar Dias – ele será apoiado pelo MDB/PMDB –  a certeza  de que haverá muitas fissuras na base do governo e ninguém sabe mais para quem vai sobrar. Daí o palpite de um palaciano :”vai sobrar para o Beto”.

Na verdade, apurou o blog junto à fonte dentro do Iguaçu:  o que o grupo quer  é impossível:  Richa renuncia, sai candidato ao Senado, continua no controle da administração e  nas decisões políticas do grupo, inclusive sobre  a candidatura única ao governo.

Faça um Comentário