Cícero Cattani
15 ago 2017

Rodovia da Uva ainda é só na propaganda

<<<Alardeada como obra vital e em vias de ser entregue, a duplicação PR 417 ainda é apenas propaganda do governo do Estado. E palco de tragédias diárias. /

(Com RPC) /

O que seria mais uma obra  do grande programa rodoviário de Beto Richa em andamento, o Tribunal de Contas do Paraná  determinou a suspensão do edital das obras de duplicação na PR-471, conhecida como Rodovia da Uva, entre Curitiba e Colombo, na Região Metropolitana. Apesar da propaganda, a duplicação estava parada desde 2015.

A decisão TCE, homologada na quinta-feira (10), considera irregularidades encontradas no processo de licitação. Segundo o órgão, o projeto de pavimentação foi modificado depois que as empresas apresentaram as propostas, o que altera os custos dos insumos e do serviço licitado, segundo a Quarta Inspetoria de Controle Externo. Além disso, a aponta que faltaram documentos para a realização da obra.

De acordo com a Departamento de Estradas e Rodagens do Paraná (DER-PR), as obras de revitalização da Rodovia da Uva começaram em 2014 e previam a duplicação da pista, a construção de calçadas e ciclovias, a implantação da sinalização e de iluminação nova.

Ainda segundo o DER, em 2015 a obra foi paralisada porque a empresa responsável não estava cumprindo as exigências do contrato.

O DER informou que, neste ano, abriu um novo edital e uma empresa vencedora foi anunciada. As obras da empresa escolhida começariam em setembro, com o prazo de um ano para conclusão. Com a decisão do TCE, o calendário das obras foi suspenso.

A empregada doméstica Dorli dos Santos conta que aguarda há anos pelo fim das obras. “Tenho um filho que era noivo quando começaram a arrumar isso aqui. Ele já casou, já tem um filho que está indo para a escola, e está desse jeito ainda aí, né?!”, afirma.

A falta de segurança para os pedestres também é uma reclamação dos moradores que utilizam a rodovia

“Eu sempre saio de casa, dou tchau e digo para todo mundo que amo porque eu não sei se eu vou voltar. É difícil o dia que não tem um acidente, então, a gente já sai bem antes porque sabe que tem acidente, que vai demorar para entrar na rodovia”, afirma a secretária Regiane de Souza.

Comentários

  • zangado | 16 ago 2017

    Com o “piloto” na direção está mais para Rodovia do Vinagre.

Faça um Comentário