Cícero Cattani
06 mar 2018

Richa seria um homem atormentado pelo seu amanhã

Segundo auxiliares dentro do Iguaçu, o governador Beto Richa é hoje um homem atormentado com 14 investigações, quatro inquéritos nas mãos de ministros do STF e STF, com a Polícia Federal encarcerando pessoas de sua relação pessoal, não sabe ainda que rumo tomar. Ele só terá um mês para, a partir desta quarta,  decidir-se se concorre ao Senado. E se entrar na disputa, sabe que vai levar pau da concorrência e os escândalos de agora vão estar no debate até  7 de outubro, o Dia D do seu projeto político.

Não só dele, mas do irmão Pepe Richa e do filho Marcello. Pepe arrisca ficar anos respondendo a processos, na avaliação de gente do entorno do Centro Cívico. Marcello, com o pai fora do Iguaçu, tem toda chance de chegar à Assembleia. A mãe Fernanda é o seu maior trunfo eleitoral.

Apesar da tormenta, Beto Richa cumpre uma agenda de candidato (foto). Na segunda,  ao lado do impopular Rafael Greca,  anunciou de investimentos para  as 240 vias de Curitiba que serão pavimentadas ao longo deste ano com verba do Estado.

“Os recursos que passamos para a prefeitura, parte a fundo perdido e parte em financiamento, somam R$ 120 milhões. Nunca na história de Curitiba um governo investiu tanto em uma cidade como estamos fazendo”, garante o governador-prefeito.

No fim de semana,  pelas mãos da mulher, levou alento para às famílias atingidas pelas fortes chuvas. Também voltou a ser prefeito por algumas horas. Greca estava ausente.

Comentários

  • marco | 06 mar 2018

    Quero ver o fim deste Governo Medíocre, sem foro,vai responder na Justiça todas as investigações que correm em seu nome. Diz o ditado : aqui se faz – aqui se paga. O que este Governo fez com os funcionários públicos e Professores, não tem perdão. Foi o pior Governador que administrou o Paraná, quem votou nele deve estar muito contente. O final da história está perto, vamos esperar.

Faça um Comentário