Cícero Cattani
05 dez 2017

Por que não foi Alvaro Dias?

Por Ruth Bolognese, Contraponto

–  O grande capital financeiro do Brasil tentou emplacar o incrível Luciano Huck como candidato a presidente, como fez com Fernando Collor, Aécio Neves e Geraldo Alckmin.

A receita é sempre a mesma: para fugir da esquerda radical e da direita xiita, pensa-se num perfil de candidato que seja confiável para os de cima e aceitável pelos de baixo.

Não deu certo com Huck. Mas poderia ter sido Alvaro Dias, e isso os magnatas não perceberam. O senador paranaense tem história de bom administrador, nunca foi citado na Lava Jato, fez oposição ferrenha ao Lula e ao PT e ainda dá um bom caldo em termos de votos. Faltou visão do grande empresariado paulista e um pouco mais de ousadia de Alvaro.

Ainda dá tempo, se Geraldo Alckmin não decolar, o que parece óbvio. E Henrique Meirelles, o ministro da Fazenda da Fazenda de Temer, não se descolar da imagem de ministro da Fazenda de Temer.

Alvaro Dias precisa frequentar São Paulo com urgência. Numa dessas o pessoal dos bancos o descobre e ele está feito.

Comentários

  • penitenciário | 05 dez 2017

    Com o irmão com encontros escusos, daqui á pouco , tem votação vergonhosa até no Paraná . Não podemos esquecer que o Alvaro elegeu-se senador sózinho e sem concorrente importante . No senado é apagadinho e só faz pose pra globo, que tem gente mais forte e corrupta !

Faça um Comentário