Cícero Cattani
11 out 2018

Plauto Miró e outras dez pessoas são denunciados por improbidade administrativa


O deputado reeleito Plauto Miró foi denunciado pelo MP. Ação é parte da Operação Quadro Negro, que investiga crimes em obras de escolas do Paraná. Segundo o MP, o deputado negociou concorrência pública em troca de propina.


Por José Vianna, Diego Ribeiro e Erick Gimenes, G1 PR –

O deputado estadual Plauto Miró (DEM) e outras dez pessoas foram denunciados por improbidade administrativa nesta quarta-feira (10).

Seis empresas também foram denunciadas.

A ação é parte da Operação Quadro Negro, que investiga desvios em obras de construção e reforma de escolas do Paraná.

Segundo o Ministério Público, Miró negociou o resultado de uma concorrência pública para a construção de uma escola em Ponta Grossa em troca de 5% do total do contrato firmado, em 2013. O pagamento, no entanto, não foi efetivado, de acordo com a denúncia.

“(…) foi possível esclarecer que o Deputado PLAUTO MIRÓ e o ex-Secretário Municipal JOÃO NEY MARÇAL JUNIOR não lograram receber propina decorrente da fraude licitatória, o que, embora aparente ter menor impacto, não diminui, tampouco afasta as respectivas responsabilidades, já que ambos influíram, direta ou indiretamente, no fluxo normal da Concorrência Pública nº 017/2013. Como”, diz o MP.

O deputado Plauto Miró já prestou os devidos esclarecimentos sobre o assunto para o Ministério Público, e somente se manifestará sobre o fato perante o Poder Judiciário, quando for oficialmente intimado para tanto.

Faça um Comentário