Cícero Cattani
16 nov 2015

Ônibus podem parar na tarde desta terça

BandNews:

Os motoristas e cobradores de ônibus de Curitiba prometem fazer um protesto nesta terça-feira (17), à tarde, por causa da onda de assaltos ao transporte coletivo da capital. As 15h, eles devem se reunir na Praça Rui Barbosa pedindo mais segurança nos coletivos e para eles próprios. Durante a manifestação, o sindicato da categoria diz que pode haver uma paralisação dos ônibus. Segundo o Sindimoc, apenas neste ano já ocorreram mais de dois mil assaltos a ônibus e estações-tubo. O presidente do sindicato, Anderson Teixeira, foi procurado pela reportagem para explicar o protesto, mas passou a tarde toda em reuniões. Já a Prefeitura afirmou, através da assessoria de imprensa, que a manifestação dos motoristas e cobradores é por causa de problemas em uma linha da Comec, a Coordenação da Região Metropolitana. Em nota, a administração municipal diz que a Guarda Municipal faz um trabalho suplementar ao da Polícia Militar, além de operações nas dez regionais de Curitiba. Já a Comec diz que pediu à Polícia Civil um reforço na segurança, principalmente nos terminais metropolitanos.

Atraso em Fazenda Rio Grande
Pela manhã (segunda), os motoristas e cobradores da companhia Leblon, em Fazenda Rio Grande, fizeram um protesto logo no começo do turno. Eles reclamaram de problemas na folha de pagamento, como os descontos diretos por empréstimos consignados que não estariam sendo repassados aos bancos credores. Os trabalhadores afirmaram, ainda, que a empresa tem atrasado os salários todos os meses. A Leblon foi procurada pela reportagem, mas as ligações não foram atendidas. O Setransp, o sindicato que representa as empresas de ônibus de Curitiba e Região Metropolitana, afirmou que a empresa já está negociando as taxas de empréstimos com os motoristas e cobradores.

Faça um Comentário