Cícero Cattani
30 dez 2017

O que pode ser bom para Alvaro seria ruim para Osmar

O presidenciável Alvaro Dias comemora  seu baixo índice de rejeição apontado pelo Datafolha. ” ( Os candidatos)  Fazem uma leitura parcial da pesquisa. Essa análise teria que partir do quesito rejeição, que é quase irreversível”, aposta o candidato do Podemos, em entrevista ao jornal Folha de S. Paulo. Então, o que  seria bom para ele poderia ser ruim para o irmão  Osmar Dias, candidato ao governo.  Osmar lidera junto com Ratinho Jr a corrida pelo Iguaçu, mas também estão juntos no quesito rejeição: eles detém os mais altos índices.

Diante do raciocínio de Alvaro – ele sempre pautou sua trajetória política em cima de pesquisas – os menos rejeitados Silvestri Filho, prefeito de Guarapuava, e Edison Campagnolo, presidente da Fiep, têm muito chão pela frente.

Faça um Comentário