Cícero Cattani
26 jul 2017

O Paraná é rota para o tráfico de pessoas no Brasil

<<<Proximidade com estados ricos e fronteiras com a Argentina e o Paraguai atraem criminosos para o estado. /

( Portal G1) – De acordo com autoridades da área de segurança pública, o Paraná é uma das rotas para o tráfico de pessoas no Brasil. Os limites do estado, que faz divisa com São Paulo, Santa Catarina e Mato Grosso do Sul e fronteira com a Argentina e Paraguai atraem criminosos para a região, que prometem, em muitos casos, o sonho de uma vida melhor, mas entregam prostituição e escravidão.

A Coordenadora da Secretaria da Justiça do Paraná, Silvia Cristina Xavier, diz que o Núcleo de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas já recebeu 17 denúncias sobre esse tipo de crime, apenas em 2016. “O número de denúncias não reflete o número de vítimas. Às vezes, para uma denúncia, você pode ter 100, 200 vítimas”, conta.

A Polícia Rodoviária Federal também trabalha para evitar esse tipo de crime nas rodovias que cortam o estado. As principais vítimas desse tipo de crime são adolescentes e jovens pobres, que são abordadas às margens das rodovias.

“Tudo começa com uma proposta. E a pessoa é seduzida por um desejo de melhorar a vida. E ela acaba caindo nesse crime”, explica a voluntária da ONG Jovens com Uma Missão (Jocum), Natália Vasconcelos. Neste mês de agosto, o Paraná participa da campanha Coração Azul, que tenta conscientizar a população sobre os riscos do tráfico de pessoas.

Uma mulher que não quis se identificar diz que a situação aconteceu com ela. A moça conta que procurava emprego, quando foi seduzida por uma falsa oferta de trabalho na Espanha, com salário de R$ 5 mil. “Quando eu cheguei lá, eu encontrei uma casa, como se fosse uma mansão aqui no Brasil e um alojamento, onde existiam várias meninas, e onde eu descobri que era uma casa de programa”, lembra.

Ela acredita que não é difícil para os criminosos encontrarem uma forma de persuadir as vítimas. “Eu acho que todo mundo tem um sonho. E quando é ofertado, você quer o sonho, você busca o sonho. Então, muitas pessoas caem pela vulnerabilidade mesmo”, diz.

Faça um Comentário