Cícero Cattani
31 out 2017

O casamento entre Beto e Greca

Por Celso Nascimento

Além de campinhos nos bairros, dinheiro para reformar unidades de saúde e para asfaltar ruas de Curitiba, divulga-se agora que o enlace político entre o governador Beto Richa e o prefeito Rafael Greca está ficando cada vez mais estreito e amoroso: Rafael vai poder inaugurar obras maiores do que o ponto de ônibus do Santa Cândida e Beto agrada os arredios eleitores curitibanos, que lhe devotam 70% de desaprovação.

O casal de conveniência assinou convênio pelo qual o governo do estado vai liberar recursos para investimentos em terminais e estações-tubo para ajudar na “mobilidade de passageiros do transporte coletivo da capital e das linhas metropolitanas que circulam por Curitiba”, segundo noticia a página da prefeitura na internet.

“Viemos aqui reforçar nossa ideia de reintegração do transporte coletivo e este pacote de obras estruturantes, fruto da parceira entre Governo do Estado, possibilitará avançarmos”, disse o prefeito no ato de assinatura.

Os investimentos serão no terminal Boqueirão e na ampliação da estação-tubo Carlos Gomes, além da implantação de uma nova estação-tubo perto do Museu Oscar Niemeyer. As obras envolvem a Urbs (Urbanização de Curitiba S/A), responsável pelos projetos e a Comec (Coordenação da Região Metropolitana de Curitiba), que fará as obras.

Além da recuperação destes equipamentos públicos, busca-se sobretudo recuperar a imagem do governador em Curitiba e região metropolitana, onde ele ainda amarga (de acordo com pesquisas realizadas em julho) 70% de desaprovação entre os eleitores. O que é um mal para quem precisa de votos para se eleger senador.

Faça um Comentário