Cícero Cattani
17 jul 2017

“Na muda, passarinho não pia”, lição de Cury norteia Richa

Percebendo que o casamento de princesa da deputado Maria Victoria podia descambar, Beto Richa tratou de se refugiar em Foz do Iguaçu, até a manhã desta segunda, depois de dar entrevista a rádio local. voltou.  Como era oportuno, foi perguntado sobre o desembarque do PSDB do governo, ele saiu pela tangente: “Temos que pensar no País”.

“Na muda, passarinho não pia”, ensinava Anibal Cury, guru de Beto Richa no início da sua carreira. Lição para sempre.

O agora também blogueiro Celso Nascimento, observa que Richa tem estado ausente dos debates políticos:

– Um dos sete governadores do PSDB, Beto Richa tem ficado à margem das discussões sobre a crise política do país. O grande enigma com que o frágil governo Temer se defronta é se poderá ou não contar com a fidelidade dos tucanos para se manter no cargo. Uns contra outros a favor, os tucanos estão divididos. Caciques e índios dão seus palpite. Richa, no entanto, nem pouco consultado é. Sua opinião não tem valor? Ou é ele que prefere o conforto do muro? “Me incluam fora”, pensa.

Comentários

  • penitenciário | 17 jul 2017

    Ao invés de se meter no casamento, preferiu meter ficha no pôquer do cassino de Porto Iguaçu . Será que foi ver sua ferrari em Cidade do Leste, na sua loja sacs?

  • profa Eliza | 17 jul 2017

    Acho que não foi ao casório, para não ser OVACIONADO como deveria !

  • Janaina Fernanda | 17 jul 2017

    Deve ser porque seus aspones estavam carregando as malas ..limpando o Iguaçu em quanto pode …..
    Ricardo rached
    Denilson rodo
    Fábio dalazem
    Claudio Pacheco
    Erasmo baba do hauly
    É por aí vai

  • Gilberto Menendez | 18 jul 2017

    MP e Lava-Jato nessa turma do Beto Richa, já! Esse BR é um irresponsável. Se locupleta e deixa se locupletarem.

Faça um Comentário