Cícero Cattani
21 jun 2018

Luz mais cara. Cida não faz como Requião: ele disse não


“… Osmar Dias bate mais duro. Fez um vídeo dizendo que o aumento da conta de luz e os aumentos recentes da água são o preço que o povo paga “pela incompetência e pela corrupção”. Cida diz que não pode fazer nada em relação ao aumento da energia, definido pela ANEEL. Meia verdade: o governo Requião várias vezes se negou a aplicar o reajuste.” –  Rogerio Galindo


O reajuste das tarifas praticadas para as 4,5 milhões de unidades consumidoras atendidas pela Copel vai alimentar o debate eleitoral. Cida Borghetti vai ter de se explicar melhor. Segundo Rogerio Galindo,  “o governo Requião várias vezes se negou a aplicar o reajuste.” –

O aumento vale a partir do dia 24 de junho e será escalonado de acordo com a faixa de consumo.

Para os consumidores residenciais, o porcentual ficou em 15,06%. Já os usuários de alta tensão, como as indústrias, vão pagar até 17,5% a mais na energia. O reajuste médio aprovado é de 15,99%. A empresa soltou um comunicado, informando que aplicará o reajuste integral autorizado pel ANEEL.

(Foto: Marcelo Andrade/Gazeta do Povo)

Comentários

  • Rock | 21 jun 2018

    Requião deu folego ao pequeno empresário e também ao grande, ao não deixar que a luz fosse um entrave caro em suas produções, sem contar que as contas residênciais tinham certeza que os valores cobrado quase não tinham diferenças de um mês para o outro.

  • conta de luz | 22 jun 2018

    Esta orientação do Requião iniciou no primeiro reajuste aprovado pela ANEEL e não aplicado pela Copel que era de 25%. Durante o Governo Requião foi transferido para a População do Paraná, incluindo Industria e Comercio mais de 4 BILHÕES de reais, e maior elogio foi dado pelo presidente da empresa nomeado pelo Bete, em entrevista a Gazeta disse, vamos as compras, tenho 2 bilhões de reais em caixa e o menor individuamento do setor elétrico brasileiro.

Faça um Comentário