Cícero Cattani
23 out 2018

Justiça bloqueia dinheiro de Richa, dois deputados e mais 11 investigados da Operação Quadro Negro

Por Alana Fonseca, Diego Ribeiro e Helena Krüger, G1 PR e RPC Curitiba

Justiça manda bloquear R$ 263 milhões de Beto Richa, dois deputados e mais 11 investigados da Operação Quadro Negro
Operação apura o desvio de mais de R$ 20 milhões de obras de escolas públicas do estado.

Veja abaixo quanto o Ministério Público do Paraná pediu para ser bloqueado de cada um:

Carlos Alberto Richa: R$ 27 milhões;
Edmundo Rodrigues da Veiga Neto: R$ 27 milhões;
Eduardo Lopes de Souza: R$ 16 milhões;
Evandro Machado: R$ 16 milhões;
Luiz Eduardo da Veiga Sebastiani: R$ 27 milhões;
Marilane Aparecida Fermino da Silva: R$ 16 milhões;
Maurício Jandói Fanini Antonio: R$ 16 milhões;
Plauto Miró Guimarães Filho: R$ 27 milhões;
Tatiane de Souza: R$ 16 milhões;
Valdir Luiz Rossoni: R$ 27 milhões;
Valor Construtora e Serviços Ambientais – EIRELI: R$ 16 milhões;
Vanessa Domingues de Oliveira: R$ 16 milhões;
Viviane Lopes de Souza: R$ 16 milhões.

Segundo o Ministério Público do Paraná (MP-PR), as fraudes foram cometidas em aditivos de obras fechados com a Construtora Valor, autorizados pela administração pública.

Para o MP, as investigações apontaram, em especial com base nas delações de Eduardo Lopes de Souza e Maurício Fanini, que os aditivos foram desnecessários e fraudulentos.

Faça um Comentário