Cícero Cattani
15 jun 2017

Inquérito contra Richa pode ter desfecho rápido no STJ

<<<Ministro Og Fernandes é conhecido pelo rigor e celeridade em suas decisões no STJ. – 

A Polícia Federal já tem meio caminho andado para investigar Beto Richa no novo inquérito autorizado pelo Superior Tribunal de Justiça, por supostos crimes citados na delação da Odebrecht: Este é o terceiro inquérito contra Richa no STJ – ele já é investigado na esteira da Operação Publicano e também por um caso envolvendo licenças concedidas pelo Instituto Ambiental do Paraná (IAP) na região do Porto de Paranaguá

O ministro Og Fernandes já encaminhou os pedidos de diligências à Polícia Federal, que agora, vai apurar o que foi solicitado pela Procuradoria-Geral da República (PGR). O ministro determinou sigilo nos autos da investigação. Og Fernandes foi sorteado relator do inquérito, que não tem conexão com Petrobras

Geraldo Og Nicéas Marques Fernandes, natural de Recife,  é o primeiro pernambucano indicado para o TSJ pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva. É tido como um juiz rigoroso e cumpridor de prazos.

O ministro tem formação em Direito pela Universidade Federal de Pernambuco e em Jornalismo pela Universidade Católica do mesmo estado. Ele concluiu os cursos em 1974 e, desde lá, seguiu carreira nas duas áreas. Como jornalista, Geraldo Og Fernandes trabalhou na cobertura da Justiça, “mas a carreira da magistratura sempre foi um encanto. “

 – Nunca deixei o Direito e o Jornalismo nunca me deixou de certa forma, porque a experiência da época em que trabalhei como repórter forense me serviu muito para aquilo que o poeta Carlos Drummond fala do sentimento do mundo. Acho que os dois meios Jornalismo e Direito me serviram 50% cada um para me tornar o que hoje sou“.

Faça um Comentário