Cícero Cattani
21 jul 2017

Impostos. Uma manhã de mau humor

<<<Ninguém no meio empresarial gostou do aumento de impostos / 

– Leia as principais notícias desta sexta-feira (21) para começar o dia bem informado. Por Exame Hoje


As quentes do dia

+ Temer desperta ira de empresários. O Estado de S. Paulo publica que a decisão do governo de elevar impostos e cortar 5,9 bilhões no Orçamento não agradou entidades empresariais como a Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) e a Confederação Nacional da Indústria (CNI), que já reclamavam da carga tributária elevada do país.

+ Gasolina pode aumentar em R$ 0,41. A decisão do governo de aumentar impostos sobre os combustíveis foi anunciada ontem. A Folha de S.Paulo afirma que a estimativa de arrecadação do governo com a medida é de R$ 10,4 bilhões até o final deste ano.

+ Empresa de avião alugado por Temer não pode voar no Brasil. De acordo com a Folha de S. Paulo, a empresa vencedora da licitação para fornecer o novo avião alugado pela Força Aérea Brasileira, que passou a servir ao presidente Michel Temer em viagens de longa duração, está proibida de fazer operações aéreas no Brasil, segundo a ANAC.

+ Lava-Jato ainda impacta gestão na Petrobras. Segundo o Valor Econômico, funcionários de média gerência da estatal estão receosos de se comprometerem com a gestão da Petrobras após os desdobramentos das investigações da Operação Lava-Jato.

Política e mundo

+ Aumento de PIS/Cofins irá gerar R$ 10,4 bilhões para o governo. Mesmo assim, ainda será necessário cortar R$ 5,9 bilhões em despesas para fazer frente ao rombo que existe hoje no Orçamento sem descumprir a meta fiscal.

+ Rio deve regularizar salários de servidores em agosto, diz Pezão. Em crise, o governo vem pagando os salários dos servidores estaduais ativos e inativos com atraso. No último dia 12, o governo quitou as últimas parcelas da folha de abril.

+ “Não conseguem me derrotar na política”, diz Lula. Em protesto na Avenida Paulista, Lula fez várias críticas ao governo do presidente Michel Temer e voltou a mirar artilharia contra o juiz Sérgio Moro.

+ Velório de Marco Aurélio Garcia será hoje na Alesp. O ex-assessor especial para assuntos internacionais nos governos Lula e Dilma morreu ontem em sua casa, vítima de um ataque cardíaco, aos 76 anos.

+ FMI aprova empréstimo-ponte de US$ 1,8 bilhão para a Grécia. A aprovação do empréstimo por parte do Comitê Executivo do FMI foi anunciado após dois anos de especulações se o órgão participaria do programa de resgate grego.

+ Presidentes do Mercosul vão condenar situação da Venezuela. O tema foi discutido ontem em reuniões preparatórias para os encontros dos chefes de Estado. A greve organizada pela oposição terminou com mais dois mortos, somando 98 as mortes durante a onda de protestos no país. Ontem, o diplomata venezuelano na ONU pediu demissão e denunciou o governo Maduro.

Agenda do dia

Nesta sexta-feira, sai o resultado das transações correntes e do investimento estrangeiro direto de junho.

Faça um Comentário