Cícero Cattani
14 ago 2018

Governo de Cida Borghetti mal começou e já terminou

Por Rogerio Galindo, Caixa Zero/Gazeta do Povo –

Os americanos costumam chamar presidentes em fim de mandato de “pato manco”. Basicamente, quer dizer que o sujeito já não manda mais nada. É capaz de pedir um cafezinho e não trazerem – aprovar uma lei, então, é praticamente impossível.

Em Michel Temer (MDB), selo cabe à perfeição, até por ser o pato amarelo da Fiesp o grande símbolo da artimanha que ele usou para chegar ao poder. Para deixar de ser um vice decorativo e ter mais acesso, digamos, aos Joesley da vida. Agora, manquíssimo, é renegado até pelos mais próximos.

Cida Borghetti (PP) se encaixa numa categoria ligeiramente diferente. Assumiu o governo para ficar só nove meses, na esperança de que o tempo fosse só a gravidez do futuro mandato. Mas assim que perdeu a caneta e o prazo dos convênios acabou, a coisa desandou.

Nesta semana, a governadora se viu na posição vexaminosa de nem ter como lutar para manter seus vetos ao reajuste do funcionalismo. A derrota para a oposição foi patética: mais ou menos como se um sujeito entrasse com um Fusca 77 no meio de uma corrida de F1, Cida foi atropelada pelos desertores mais rápidos do planeta.

Fora as própria filha, a deputada Maria Victoria (PP), e seu líder no Legislativo, Pedro Lupion (DEM) todos abandonaram o barco.

Evidente que o poder sempre tem seu charme. A governadora ainda pode prometer algum benefício, tem como nomear e exonerar até dezembro. Mas os bilhões que podia repassar já foram gastos. E os prefeitos e deputados se interessam é por isso: obras e dinheiro.

Agora, o que restou a Cida é a parte complicada de ser governadora. Administrar os pequenos abacaxis à medida que eles aparecem. Como descobrir que a própria polícia lançou um edital machista para contratar cadetes com tendências à psicopatia.

Cida quis a todo custo ser governo. Governou por três meses. Agora, resta saber se foi suficiente para convencer 50% dos paranaenses de que ela merece uma nova chance. Porque daqui até outubro, o que resta é torcer pra não acontecer nada mais grave.

Faça um Comentário