Cícero Cattani
22 jul 2018

Fanini reafirma que arrecadava para Richa

Contraponto –

Em novo depoimento prestado no dia 8 deste mês – portanto, há duas semanas, perante da 2.ª Vara de Precatórios do Distrito Federal, o engenheiro Maurício Fanini voltou a afirmar que arrecadava dinheiro em favor da campanha do ex-governador Beto Richa. Ele repete que prestava contas diretamente ao governador sobre o recolhimento e destinação de parte dos recursos resultantes de transferências de verbas para construção de obras públicas.

Afirma, também, que o primo-distante de Beto Richa, Luiz Abi Antoun, tinha grande poder dentro do Palácio Iguaçu. Embora não fosse detentor de nenhum cargo, Abi tinha todas as portas abertas e influía até na nomeação e demissão de secretários.

Foi de Luiz Abi o pedido para que Fanini repassasse R$ 500 mil – que ele teria guardados – para a aquisição de um apartamento para o filho do governador, que estava de casamento marcado. Fanini confirmou com Beto que deveria atender ao pedido de Abi.

Maurício Fanini é o pivô da Operação Quadro Negro, que investigou o desvio de verbas da Educação para a construção de escolas públicas. Parte do dinheiro – cerca de R$ 20 milhões – era paga à construtora Valor, que nunca tirou as obras do chão. Repasses das “sobras” teriam sido feitos também para deputados estaduais do grupo do governador.

O novo depoimento de Fanini deverá ser útil para que, finalmente, seja homologada a delação premiada que negociou em setembro do ano passado, sob orientação do advogado Omar Geha, que no mês passado deixou de ser seu representante. A causa está sendo conduzida agora pelo advogado Tracy Reinaldet – o mesmo que atua em favor do ex-deputado Eduardo Cunha.

Comentários

  • Observador | 22 jul 2018

    Beto Richa será candidato a Dep. Federal e poderá ser eleito. Friamente, considerando o quadro instalado e os documentos que podem eventualmente emergir do MPF nas próximas semanas, a candidatura de Beto ao Senado está em tese condenada.

    Analistas políticos dizem que essa eleição será a eleição da punição, onde a raiva é sentimento predominante nos eleitores.

    Os 4 nomes viáveis ao Senado são Requião, Flávio Arns, Alex Canziani e Delegado Francischini.

    Friamente: Beto não tem chance alguma.

  • penitenciário | 23 jul 2018

    O unico nome correto ao senado é o de REQUIÃO, os tres citados acima ja integraram a quadrilha do iguaçu , comandada pelo richa, principalmente esse delegadinho vagabundo , agressor de professores e servidores ! Acorda Paraná essas pragas de volta nunca mais e principalmente a ratazaninha, que até agora estava no governo e não fez nada pro estado . Será que colocará lampadas de lede em todo o estado? Por que ja não o fez , enquanto era o secretário preferido do corrupto, do beto richa ?

Faça um Comentário