Cícero Cattani
06 ago 2018

Eleições. “Única candidatura viável de oposição”

João ao lado da esposa Paola, os quatro filhos e a vice Eliana Cortez. – veja vídeo

(Roseli Abrão) – Assim, o deputado João Arruda avaliou sua candidatura pelo MDB ao governo do Estado. Num evento político, no Hotel Bourbon, com a presença de representantes dos quatro partidos – MDB, PDT, SD e PCdoB – que formam sua coligação, Arruda afirmou que não resta a menor dúvida que “o embate será entre nós e os dois candidatos apoiados pelo ex-governador Beto Richa” (no caso, Cida Borghetti e Ratinho Júnior).

Mais do que isso, provocou dizendo que se não fosse esta candidatura de oposição, “estaríamos diante de um quadro negro”.

Osmar
Arruda disse entende a “decepção, a frustração”, com a desistência do ex-senador Osmar Dias, mas compreende sua decisão que – assegurou – foi pessoal.

— Ele desistiu por desavenças no campo familiar, afirmou.

Velha militância
O senador Roberto Requião, que participou do ato político, afirmou que a candidatura do deputado João Arruda “reúne a velha militância política paranaense”.

Mas, mais do que isso traz, para o Estado, a experiência dos governos do MDB e dá uma perspectiva diferente ao Paraná.

Contraponto
O ex-deputado Nelton Friedrich, que é o candidato do PDT ao Senado, afirmou que o Paraná precisava de um “contraponto”, que a candidatura de João Arruda significa esta “contestação”.

Acompanhe ao vivo a primeira coletiva do candidato ao governo do Paraná João Arruda.

Posted by João Arruda on Monday, August 6, 2018

Faça um Comentário