Cícero Cattani
01 ago 2018

É na internet que eleitor se informa sobre eleições

(Contraponto/Paraná Pesquisas) –  Quando quer se informar sobre eleições, o andamento das campanhas e sobre opiniões e posições dos candidatos, os eleitores procuraram as redes sociais – blogs, Twitter, Facebook, Instagram, grupos de WhatsApp e outros meios propiciados pela Internet. Estes recursos são os preferidos por 42,5% dos eleitores. Os telejornais ocupam o segundo lugar, com 37%. Muito abaixo, vêm os jornais impressos, com apenas 6% de eleitores interessados em buscá-los como fontes primárias.

Este é o resultado de lentamento realizado pelo instituto Paraná Pesquisas com 2.240 eleitores de todo o país entre os dias 25 e 30 últimos.

Sabendo disto, é também na internet que os candidatos vão se dedicar para conquistar votos, mesmo porque a legislação que rege a propaganda eleitoral é menos restritiva quanto às redes sociais. O grande problema, para o eleitor, é que também as fake news, utilizadas sobretudo para a desconstrução de adversários, encontra nas mídias sociais campo fértil para proliferação.

A sondagem do Paraná Pesquisas foi registrada na Justiça Eleitoral sob n.º BR-00884/2018.

Comentários

  • Jeremy Clayton II | 06 ago 2018

    Esqueceram de comentar que entre 33 e 42% dos brasileiros, não tem acesso a internet. Logo, o poder das redes sociais influenciarem um resultado me parece bastante limitado. No fundo, me parece que vai valer o de sempre: dinheiro e tempo de TV.

Faça um Comentário