Cícero Cattani
01 jun 2018

Desânimo entre aliados de Cida: fora de decisão no 1º turno

Ainda distante do 7 de outubro, e diante dos números reveladores da segunda pesquisa Ibope/CBN Cascavel, já há quem avalia a possibilidade de a eleição para governador ser decidida entre Ratinho Júnior e Osmar Dias, ainda no primeiro turno. O fraco desempenho e a alta rejeição da governadora candidata Cida Borghetti abateu os ânimos de apoiadores dela.

– O blog do Angelo Rigoni, – de Maringá, reduto do clã Barros – soube que a segunda pesquisa Ibope, divulgada nesta manhã, desanimou aliados da pepista Cida Borghetti, apesar de ela ter dobrado a pontuação (de 5% para 10% nas citações).

Comenta o importante jornalista maringaense: “É que durante a semana inteira foi vendida a ideia de que ela já apareceria com 15 pontos. Nem mesmo o uso intensivo da máquina, a pressão exercida pela Secretaria de Comunicação nos veículos e em jornalistas deu certo. A rejeição ao nome da governadora (24%) empata com a de Geonísio Marinho (PRTB) e só perde para a do candidato do PT, em quem 28% dos eleitores jamais votariam.

Cida vai colhendo os percalços de ser o governo de continuidade de Beto Richa com a inclusão do peso negativo de Ricardo Barros. Será preciso conversar muito, agora, para garantir a manutenção dos aliados até as convenções.

Em postagem anterior, Rigon faz duas observações pertinentes:

) Faltam quatro meses para a campanha e 70% dos eleitores não sabem que Cida Borghetti é a governadora. Ou seja, a máquina, com todas as nomeações direcionadas à pré-candidatura do PP, está ajudando pouco.

2) O risco da polarização entre Ratinho Junior e Osmar Dias, que parece se consolidar, é ruim para Ricardo Barros. A situação pode se resolver no primeiro turno e ele ficar sem latinhas para negociar.

Comentários

  • Nilton | 01 jun 2018

    Absurdo. A turma comemorando e vc pago achando que Angelo Rigon frustradao de Maringa vale o que escreve. Vai levar fácil!

Faça um Comentário