Cícero Cattani
29 set 2018

Debate dos candidatos ao governo e a presença de Beto

Por Ruth Bolognese, Contraponto –

O debate da RICTV, em horário pra trabalhador assistir e não dormir, teve como principal personagem o ex-governador Beto Richa. Ele quicou 100% do tempo e foi jogado, atirado e arremessado em direção a Ratinho Jr e Cida Borghetti (e devolvido na mesma proporção) com velocidade, insistência e rapidez de pingue-pongue chinês.

Todas as agruras que atingiram o ex-governador nas duas últimas semanas foram trazidas para o confronto e com dois objetivos: Cida Borghetti e Ratinho Jr tentando se afastar o máximo do ex-aliado e João Arruda, professor Piva e Dr. Rosinha se esfolando para colar Beto em ambos. Esta foi a parte mais interessante.

No campo das propostas, o deputado Ratinho Jr continua se comportando como se tivesse um orçamento de primeiro mundo para resolver os problemas: prometer duplicação para 4 grandes trechos rodoviários no Paraná, incluindo aí a PR-323, entre Maringá e Umuarama, como fez, é tão inviável dentro de um orçamento que mal paga a folha dos servidores como o Trem Bala da Dilma Rousseff. Quem não lembra? É um sonhador compulsivo e descolado da realidade.

Já Cida Borghetti não consegue sair do discurso de combate ao câncer de mama e do fim da violência contra a mulher. Não passa segurança nas afirmações e contextualizações. Tentou encurralar Ratinho Jr na pergunta sobre o enxugamento da máquina pública, mas faltou-lhe um pouco de persistência no embate. Quase sempre passa a impressão que obedece a um script bem montado, que lhe deram para decorar.

O candidato João Arruda deixou bem claro que está no caminho do tudo ou nada: tem que derrubar tanto Cida Borghetti como Ratinho Jr para chegar ao segundo turno e atirou pra valer nos dois, ao estilo do tio Roberto Requião, mas com jeito de candidato parisiense, low profile e bem resolvido. As propostas de João Arruda ainda são mais parlamentares do que executivas, fruto do pouco tempo que teve para a campanha eleitoral, onde entrou por força das circunstâncias (o recuo de Osmar Dias) e tem brigado com vigor para recuperar o tempo perdido.

Além do horário positivo, há que se elogiar a velocidade do debate da RIC/TV, conduzido com maestria e segurança pelo jornalista Denian Couto, formado na boa escola gaúcha de jornalismo.

Faça um Comentário