Cícero Cattani
07 jun 2018

Como Temer, Richa pode ser réu pelo conjunto da obra

– Sem o foro privilegiado e a blindagem do Congresso, Temer vai encarar a Justiça de primeira instância. No padrão aplicado a Lula, se forem verdadeiras as acusações de que, nas investigações em curso, Temer tem sido alvo, o atual presidente corre o risco de pegar prisão perpétua. Afinal, se um triplex vale 13 anos, o que se dirá do conjunto da obra atribuída ao peemedebista?

Análise de Helena Chagas, em Os Divergentes, pode  encaixar perfeitamente  o que  agurda Beto Richa daqui para frente.

O blogueiro Fabio Campana, de posições bem conhecidas, avalia a quantas  anda o projeto político do ex-governador.

– Analistas da política e os advogados que acompanham de perto os processos baseados em denúncias de corrupção, como o de Maurício Fanini, acreditam que Beto Richa não terá sua candidatura ao Senado interrompida na Justiça. Até porque não há tempo de levá-lo a uma condenação com trânsito em julgado.

Chagas vai adiante sobre Temer:

– O que se indaga agora é se as coisas vão permanecer assim ou se, lá para novembro ou dezembro, o Legislativo que se despede não aprovará mudanças na lei que aliviem a situação de Temer e outros. E Lula? Pode ser solto, pois a eleição já terá passado”.

Faça um Comentário