Cícero Cattani
06 set 2018

Ciro e Bolsonaro crescem entre as mulheres em novo Ibope

Por O Globo –

A pesquisa Ibope divulgada nesta quarta-feira mostra que o candidato Jair Bolsonaro (PSL), líder das intenções de voto, cresceu na preferência eleitoral das mulheres. O deputado federal oscilou três pontos para cima, acima da margem de erro de dois pontos percentuais. Enquanto isso, a única candidata mulher competitiva à Presidência, Marina Silva (Rede), oscilou um ponto para baixo e ficou numericamente atrás do rival, com 16% a 14%.

Mas foi Ciro Gomes (PDT) quem mais cresceu na disputa pelo voto feminino, decisivo para a vitória nestas eleições — subiu quatro pontos, de 8% a 12%. Ele agora lidera no Nordeste e mostra sólido crescimento entre os mais velhos, os mais pobres e os católicos. O detalhamento dos dados foi publicado no G1. Foram ouvidos 2.002 eleitores em 142 municípios entre 1º e 3 de setembro.

Ciro Gomes, por sua vez, também agradou aos eleitores mais velhos desde o último levantamento. Marcou 11% em 20 de agosto e chegou a 16% na nova sondagem. O candidato do PDT subiu cinco pontos entre eleitores da 5ª à 8ª série fundamental e mais quatro pontos entre os votantes que cursam o Ensino Médio.

Geraldo Alckmin (PSDB) foi bem na região Norte/Centro-Oeste ao subir de 5% para 10%, no Nordeste, de 4% a 8%, e no Sul, onde aumentou suas intenções de voto de 3% para 8%. O tucano ainda marcou o apoio de 11% do.s eleitores de 25 a 34 anos, frente aos 7% da última pesquisa.

Bolsonaro foi um dos dois postulantes ao Executivo nacional com crescimento além da margem de erro entre os entrevistados com ensino superior: foi de 24% a 29%. João Amoêdo (Novo) subiu de 3% para 9% nesta faixa. Ciro Gomes (PDT) aumentou suas intenções de voto entre os mais pobres e ganhou apoio sobretudo no Norte/Centro-Oeste (de 5% a 13%), onde Bolsonaro perdeu quatro pontos percentuais, e no Nordeste (de 14% para 20%).

O pedetista agora lidera a corrida no Nordeste e assume a segunda posição entre os católicos ao subir de 10% para 15%. Ele também foi melhor na avaliação dos pretos e pardos, de 9% para 14%. Na porção de eleitores com mais de cinco salários mínimos, destaque para Fernando Haddad, vice-presidente na chapa do PT, que cresceu de 4% para 11% das intenções de voto.

A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o protocolo nº BR-05003/2018. O nível de confiança é de 95%.

Faça um Comentário