Cícero Cattani
09 abr 2018

Cida tem pressa para fixar sua marca e reverter Ibope


A governadora do Paraná, Cida Borghetti (PP), que assumiu o cargo na última sexta-feira, tem pressa para deixar sua marca no comando do estado e buscar a reeleição. E a necessidade de agir rápido apareceu já no primeiro dia útil da nova gestão: o Ibope divulgado desta segunda mostra Cida com 5% de intenção de voto. A rejeição é alta:  40% dos  entrevistados não votariam de jeito nenhum nela.  


Nesta segunda-feira (9), Cida se reuniu com sua equipe e anunciou novos nomes do secretariado. Na Fazenda, após a saída de Mauro Ricardo Costa, quem assume interinamente é o antigo diretor-geral George Tormin. Já a presidência da Copel (Companhia Paranaense de Energia) fica, agora, com Jonel Iurk, que foi presidente da Compagas. Veja quem são os outros secretários já confirmados. Informações da Gazeta do Povo

Nomes para outras pastas, como a Secretaria de Agricultura e Abastecimento, ainda estão sendo definidos. “Nas próximas semanas anunciaremos novos integrantes da equipe do governo. Educação, Fazenda e Paranáprevidência devem ser as próximas definições”, disse Cida.

Fernanda Richa fica no governo Cida. Fernando Ghignone, na Administração, Juraci Barbosa, no Planejamento e Ezequias Moreira, no Cerimonial.

Projetos emblemáticos

Quando o assunto é a Assembleia Legislativa do Paraná (Alep), a governadora afirma que o apoio dos deputados aos projetos do governo está garantido. “Nosso líder tem colaborado muito e estamos muito tranquilos em relação à Casa Legislativa”, disse Cida, em referência ao novo líder do governo, Pedro Lupion (DEM).

De acordo com o deputado, o governo tem entre 29 e 32 parlamentares garantidos na base. “Estamos dialogando com os deputados da bancada liderada por Ratinho Jr. (PSD), para que eles estejam junto conosco nas votações”, afirmou Lupion.

De olho na reeleição, Cida mantém projeto de governo guardado a “sete chaves”

O teor dos projetos que devem ser enviados à Alep, entretanto, ainda é nebuloso. De acordo com a governadora, as áreas prioritárias são educação, segurança pública, infraestrutura e logística. “Estamos trabalhando com o presidente da Casa, Ademar Traiano (PSDB), e com os parlamentares para que sejam encaminhados projetos que atendam aos interesses do Paraná”, disse.

Marcas
A vontade em deixar a marca de Cida na gestão do governo estadual apareceu, também, na fala do novo secretário interino da Casa Civil, Silvio Barros. “Estamos reorganizando o governo e buscando identificar projetos emblemáticos e relevantes que possam ser implementados em um período tão curto de tempo”, disse o secretário.

A necessidade da governadora em deixar sua marca não é injustificada: Cida quer, no final do ano, permanecer no cargo por meio do voto. A primeira pesquisa registrada do ano mostra a governadora com apenas 5% das intenções de voto.

Comentários

  • Mario Lobato da Costa | 09 abr 2018

    Depois desse tempo todo em que ficou claro que ela iria assumir o governo e ainda não tem os nomes para o secretariado??? Manteve o Ezequias Moreira na equipe??? Socorro!!!

  • penitenciario | 10 abr 2018

    Como ela vai fixar a marca própria, fazenda parte desse governo corrupto e canalha, até dez dias atras ?

Faça um Comentário