Cícero Cattani
26 set 2017

Campagnolo, surge um candidato de muitas virtudes

Com eleições sem regras definidas, novos candidato apoiados por instituições poderosas – igrejas, cooperativas e poder econômico – podem ser garantia de sucesso nas urnas, independentemente de fundo partidário, fundo público e tempo de televisão. Primeiro, deve mostrar a cara e dizer a que veio.

Assim creem os apoiadores de Edson Campagnolo, presidente da Fiep. Demorou para se decidir e filiou-se ao  pequeno PRB, ao qual assume de mala e cuia. Oriundo do Sudoeste, Campagnolo enfrentou o então secretário da Indústria e Comércio,  tido como hábil articulador Ricardo Barros e com o apoio da máquina governamental de Beto Richa, e ganhou a presidência da poderososa entidade.

O PRB tem uma ala voltada aos pastores neopetencostais e outra aos empresários. Campagnolo se encaixa nas duas, pois é membro da Igreja do Evangelho Quadrangular em Curitiba, e, em 2016, foi um dos idealizadores da campanha “Vote Bem” visando conscientizar a população sobre a votação eleitoral, lembra o blog o Esmael.

Tem todas as condições apontadas na abertura da postagem, mas ainda não definido se será candidato ao Iguaçu ou ao Senado, pois cacife tem.

Segundo o Institudo IRG, se as eleições fossem hoje, Osmar Dias teria 33,53% dos votos.Em segundo lugar, aparece Ratinho Junior, com 31,33%. Tudo embolado e espaço para outras candidaturas.

Comentários

  • profa Eliza | 29 set 2017

    Meu voto não terá, voto Requião !

  • Léa Suzette Rachi Faria. | 29 set 2017

    Voto em Requião!!

Faça um Comentário