Cícero Cattani
10 dez 2015

Câmara conclui votação de Orçamento de 2016

Política em Debate:

Faltando uma semana para o recesso legislativo, a Câmara de Vereadores concluiu, hoje a votação do orçamento de Curitiba para 2016 – estimado em R$ 8,3 bilhões, 5,9% maior que o atual. Antes das votações de hoje, em que foram aprovadas em segundo turno as leis de Diretrizes Orçamentárias e Orçamentária Anual, houve a análise de 681 emendas à LDO e à LOA para 2016.

Essa análise preliminar durou 22 horas de discussão em plenário, com sessões segunda, terça e quarta-feira desta semana. Isso em razão da “operação tartaruga” comandada pelos vereadores Valdemir Soares (PRB), e Chico do Uberaba (PMN), que insistiram em usar todo o tempo disponível para discutir emenda por emenda, provocando a demora na votação.

À LDO, foram aprovadas 129 alterações necessárias para a viabilização das emendas parlamentares ao orçamento, além de 64 rejeitadas. À lei de Orçamento foram 400 acatadas e 88 rejeitadas.

Soares justificou a estratégia de atrasar a votação como protesto pelo fato da prefeitura supostamente não cumprir as emendas apresentadas pelos vereadores ao Orçamento de anos anteriores. “Se eu não tivesse feito esse debate, a situação da cidade não teria sido exposta. Quem se interessou pela discussão viu a insatisfação com a prefeitura. Espero que o nosso esforço gere um ano diferente, que no final de 2016 possamos falar que Curitiba foi finalmente atendida. Ano que vem, irei a cada mês cobrar do Executivo os R$ 498 mil que destinei em emendas coletivas”, disse o vereador.

Dirceu Moreira (PSL) contestou o colega, afirmando que a prefeitura cumpriu integralmente as emendas apresentadas porele. “Não posso falar nada contra a administração nesse quesito”, afirmou, citando obras já realizadas. “Os outros vereadores vão querer a sua receita, viu, Dirceu? Você é o único que identificou o cumprimento das emendas na totalidade”, brincou Soares, que nesta semana insistiu na tese da “insatisfação” dos vereadores com a gestão municipal. O vereador do PRB disse estar “com sentimento de missão cumprida”, ao se referir à postura de discutir as emendas.

Faça um Comentário