Cícero Cattani
09 mar 2018

Batida do martelo. Cúpula do PMDB aguarda Osmar

“A eleição cuja campanha oficialmente não começou é um tabuleiro em que as pedras se movem a cada dia, mas ainda está muito longe de se saber como será o jogo para valer”. (Miriam Leitão)

O quadro eleitoral no Paraná tem sido assim.  Osmar Dias e Roberto Requião procuram juntos costurar a ida do primeiro para o PMDB. Em Brasília, a cúpula do partido aguarda Osmar, para bater o martelo. Há uma torcida muito grande em favor  da formação da grande aliança oposicionista no Estado.

Uma corrida contra o tempo: 7 de abril,  prazo final para a janela partidária.

A aliança  Osmar Dias e Roberto Requião vem desde que formaram a dupla vencedora das duas vagas ao Senado, em 1994.  No PMDB, Osmar terá o maior tempo de televisão e rádio, maiores fundos  partidário e eleitoral, maior  capilaridade, diretórios em todos os municípios, maior número de prefeitos e vereadores, além de uma bancada de deputados: três  federais (Serraglio vai com a Cida) e quatro estaduais.

Uma força e tanto. Sem falar, é claro, do peso das alianças em entendimento acelerado.

Comentários

  • Hélio Belter | 09 mar 2018

    Torcendo que MDB e Osmar se acertem. Melhor coisa para o Paraná. Resposabilidades e atitudes e muito mais ……..para o PR.

  • Rock | 09 mar 2018

    Bem se Osmar tem a concordância de Requião terá o meu voto.

Faça um Comentário