Cícero Cattani
02 fev 2018

Barros intriga com Pessuti na presidência do PMDB

Novas investidas desagregadoras do Ricardo Barros: Por onde ele passa – PSC foi o último partido –   assegura que Orlando Pessuti será o novo capo do MDB/PMDB, garantindo apoio à Cida Borghetti. Tática diversionista de  Genghis Khan, o imperador mongol, nas conquistas militares que realizou após unificar as tribos mongóis sob seu comando. Lá pelos anos 1220.

Tentativa que pode ser válida no jogo político, mas fadada ao insucesso no caso da tomada do diretório estadual do partido de Roberto Requião. Ação de despejar o time instalado na avenida Vicente Machado estaria sendo estimulada pelo próprio Beto Richa.

Conspirar por Pessuti, além do desconforto que causaria à  bancada federal, demandaria tempo para destronar Requião. Tempo que não existe, como a convocação de filiados para realização da convenção partidária.

Mais difícil  seria contar com a adesão dos sete deputados federais, comprometidos com Osmar Dias. Eles pesam no diretório nacional, em tempo de catar votos de Temer

(Todos os personagens envolvidos na investida de Barros (na segunda fila)estão na foto da posse de Pessuti no BRDE)

Comentários

  • penitenciário | 03 fev 2018

    Coitadinho do pessutão , depois dele integrar a gangue do beto, não conseguirá nem reeleger o filhote vereador; é uma pena, mas é verdade !

  • Voto 15 | 03 fev 2018

    Só falta combinar com os russos.
    O Pessuti é um peso morto dentro do PMDB PR, não tem força política nem apoio para negociar algo.

Faça um Comentário