Cícero Cattani
08 jan 2018

Armada a ratoeira para pegar o incontido Ratinho

Por mais que desminta que tenha sido homofóbico, Ratinho pode não escapar da ratoeira montada contra ele em São Paulo, por causa da  desastrada nota em que acusa a Globo de privilegiar “viados” até em novela de cangaceiros. Aqui, não se tem ideia em quanto a “veadagem” pode atingir o filho candidato ao governo, o líder em pesquisas Ratinho Jr.

Segundo a Mônica Bergamo, da Folha, A Defensoria Pública de SP entrou com uma representação na quinta (4) para que a Secretaria da Justiça e da Defesa da Cidadania do Estado instaure um processo administrativo contra o apresentador Ratinho por suas declarações sobre homossexuais.

Na quarta (3), o apresentador postou um vídeo em seu Instagram em que dizia que a programação da TV Globo tem “muito veado”. A Defensoria diz que o termo foi utilizado pejorativamente e pede que a secretaria aplique multa por discriminação homofóbica.O apresentador se retratou depois na internet, afirmando que “não quis ofender nenhum gay”, que “fez uma brincadeira” e que “lamentavelmente algumas pessoas não entenderam assim”.

“O fato de ele ter se retratado não exclui o caráter homofóbico da fala”, afirma o defensor público Rodrigo Leal da Silva, que fez a representação.

Faça um Comentário