Cícero Cattani
01 fev 2018

Ansiedade eleitoral já tem nome: Dape

Uma sensação de ansiedade profunda começa tomar conta dos candidatos, novatos ou não. Seria a mesma  dos que vão enfrentar o vestibular, o Enem, o Sisu. Comparável à do pai na ante sala da maternidade aguardando o nascimento do primeiro rebento. Até os mais veteranos confessam que se sentem como se fosse a primeira eleição.

Os que buscam a reeleição sofrem mais, principalmente  com a invasão de seus redutos eleitorais por um novo pregando a renovação.

Aja tarja preta.

A ansiedade eleitoral já é caso médico. “Eu tenho uma nova doença, chamada Dape: Desordem de Ansiedade Pré-Eleitoral”,  revela ao blog um campeão de votos na eleição de 2014,  diagnosticado pelo doutor de sempre.

Estudos sociológicos dão algumas pistas: Os eleitores tendem a buscar candidatos que compartilhem de seus valores, afinal, trata-se de  eleição onde o novo poderá sobrepor-se ao modelo vigente, gerando clima de “guerra cultural”. Ao escolher seu candidato, a maioria vai analisar primeiro o perfil do candidato. Tópicos que mexem com valores morais têm um peso tremendo.

Esta eleição não será igual à que passou. Espera-se.

Comentários

  • Daniel Alberto Tornesi | 01 fev 2018

    É o que todos esperam, que o novo prevaleça sobre a velha política

Faça um Comentário